O azeite de oliva protege o cérebro


As pessoas acima dos 65 anos de idade que consomem frequentemente azeite de oliva têm menos risco de sofrer ataques cerebrais, segundo um estudo efetuado por cientistas franceses publicado esta semana na revista científica Neurology

As conclusões derivam de um estudo de cinco anos de duração com 7.625 pessoas maiores de 65 anos das cidades francesas de Burdeos, Dijony e Montpellier. Os pacientes, no começo do estudo, não tinham histórico de infartos.
Os cientistas, do Instituto Nacional da Saúde e de Pesquisa Médica (Inserm) da França, classificaram as pessoas segundo o consumo de azeite de oliva nas categorias de "não uso", "uso moderado e "uso intensivo". Este último inclui o emprego de azeite de oliva para cozinhar, como tempero em saladas ou simplesmente no pão. 

Em decorrência dos cinco anos de experimento registraram-se 148 ataques cerebrais. Tendo em conta critérios de peso, atividade física e regime alimentício, entre outros fatores de risco, os cientistas comprovaram que as pessoas que consumiam azeite de oliva com assiduidade tiveram 41% menos risco de infarto em relação àqueles que não incluíam este ingrediente em sua dieta. 

O infarto cerebral ocorre quando uma artéria no cérebro ou que leva sangue ao cérebro fica bloqueada por um coágulo ou se rompe. Os infartos se tornam mais comuns à medida que a gente envelhece e o risco duplica-se a cada década de vida após os 55 anos de idade, segundo a Associação Cardíaca Estadunidense.
Via | Science Daily.


Leia mais: http://www.ndig.com.br/item/2011/06/o-azeite-de-oliva-protege-o-crebro#ixzz1PvXOu0pE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é sempre bem vindo!
Comente, opine, se expresse. Este espaço é seu!

Se quiser fazer contato por email utilize o irmaos.docaminho@hotmail.com

Espero que tenha gostado do blog e que volte sempre! Muita paz!

Ocorreu um erro neste gadget

Estamos aqui!